8 de jul de 2011

Fígado? Hum, delícia!! - Criaturas do nosso folclore - III


Fígado? Hum, delícia!!


Por Tânia Souza

Às vezes, sua aparência é absolutamente comum. Um homem caminhando pelas ruas, talvez meio sisudo, quase ameaçador, caso carregue algum saco. Deste, dizem ser apenas um encarregado de cumprir a tarefa e que o verdadeiro senhor, rico e poderoso, o aguarda. Não, não se trata do velho e conhecido Homem do Saco. Mas para os teimosos, o medo que causa é igual.

Doces, balas, brinquedos e outras coisas servem de encanto e atração, até ser tarde demais para quem se deixar enganar.

Em outras ocasiões, ele surge com “mais presença”, uma criatura inchada, pele macilenta, próxima a um tom esverdeado, unhas que lembram aves de rapina, orelhas pontiagudas e dentes afiados.

Suas vítimas favoritas? Crianças, de preferência teimosas, das quais suga o sangue e come-lhes o fígado.

Terrível? Não, questão de sobrevivência, por uma rara doença ou nefasta maldição, ele precisa dos fígados para viver.

A língua do povo encurtou-lhe o nome, mas não o medo.

É o Papa-figo!


**

Um comentário: