28 de set de 2009

De rotos caminos despertar - Por Tânia Souza


De rotos caminos despertar

Son los dias hambrientos vertigos
La vida es pesadilla de raro despertar
Y no hay caminos sin dolores

Los suenos son solamente tesoros
Son los tienros mananciales
Donde borbullan sementillas de amores

Sentidos que no pueden vivir

Flores rublas cuyos destino es morrir


27 de set de 2009

Ragnarok Halloween/ Renascimento de Avalon / Portal Celta - Três poemas de Félix Ribas


Ragnarok Halloween
Felix Ribas

Na Escandinávia
Sobre megalíticas ruínas
Dos campos de Vigrid
A cada novo aeon
Os espíritos das antigas
Feiticeiras nórdicas
Emanam-se aos campos
Batalha de Ragnarok
No anoitecer do halloween
Durante a aurora boreal
Esses malignos serem
São a Valhala invocados
Oh! Valhala antes altar de Odin
Salão de festa as festivas
Nobres almas guerreiras
Hoje serves ao próprio demônio
Como templo as bruxas
Nesta demoníaca noite dos mortos
Não há limites entre
O humano e o divino
Entre o céu e o inferno
Invocado a orla dos deuses pagãos
O senhor das trevas levara
Ao seu exército através
Do fogo dos céus
Aos guerreiros de Odin
Conduzidos por valquírias espectrais
Exterminarão aos dos mares do norte
As bruxas e os magos dominarão
As florestas, o tempo e a névoa
Invocando a Gaia
Todos os de Lúcifer
Que de cemitérios pagãos
Hão de erguer-se
E aos titãs e demônios
De hell e de tártaro
Dominarão as cidades
Neste obtuso halloween
Apenas sua fé poderá salvar-te
Nesta noite em que
Asgart e Midgart se tornam uno
Virá o novo Ragnarok
A terra dos humanos
Que sofrerão com a devassidão do caos
Durante o tríplice inverno
Mas aos que sobreviverem
Será lhes dada a bonança
De subir ao altar dos deuses
De viverem na nova Valhala
Com prosperidade e harmonia.

Para conhecer um pouco mais sobre Lendas e significados Halloween, consulte o blog Gótico Poemas, do poeta Felix Ribas.
Leia também : Renascimento de Avalon e Portal Celta

25 de set de 2009

Antologia do Absurdo - Victor Meloni Publica Livro de Literatura Fantástica

ANTOLOGIA DO ABSURDO
Contos de Terror Impenetráveis
Contos do Absurdo. Histórias de terror impenetráveis. As linhas desta obra prezam pelo delírio de uma mente prenha de idéias à serem paridas nas turbulentas águas dos contos de terror, lugar assaz pertinete para as elucubrações que assaltam aqueles que estão irremediavelmente tomados pela literatura fantástica. O autor, Victor Meloni, é uma destas criaturas, e se atreve a levar ao leitor o resultado das vozes que o assaltam com inquietante regularidade.


Autor: Victor Meloni
Tema: Literatura Nacional, Ficção.
Palavras-chave: contos, terror.
Número de páginas
: 261
Edição: 1 (2009)
R$ 40,21

Contos: A velha; Akira; Amor, verbo intransitivo!; Ao par; Celeuma; Claire; Émile; Complexidade irredutível; Aminoácido; Mainstream; Cruel; Eclipse; Hipertrofia; Hormônio; Imanente; Insofismável; Lobo; Lux Ferre; Maria; Memeplexo; Monstro; Noite; O dente do tubarão; O improvável You-Koddlak; O caso; Pus; Sede; Eles; Tautologia; Uma evidencia Skinneriana; Uma refeição frugal; UNSUNG; Vendeta; Ventura e Vicissitude.

Saiba mais em : Clube dos Autores

...
Victor apresenta-nos um estilo único, em que o conhecimento da norma culta mesclado ao vocabulário raro - tão em falta nas obras contemporâneas - não impedem que o estranhamento impere e o suspense seja criado.

Ao contrário, seus contos são repletos de simbologias e, por vezes herméticos, porém, quando nos perdemos nas suas escritas, as sugestões fantásticas envolvem o leitor de uma forma que vemos a principal função da literatura em ação: perante suas narrativas não se consegue permanecer impassível, nos inquietam, assombram, questionam...

Parabéns e muito sucesso ao autor!

Tânia Souza

22 de set de 2009

Um salto na Escuridão - Henry Evaristo publica seu primeiro livro

UM SALTO NA ESCURIDÃO
Contos de Terror e Solidão
Por: Henry Evaristo





Representante da nova literatura fantástica brasileira, o escritor Henry Evaristo é dono de um estilo universal de escrita que ora nos remete à obras do estilo gótico , ora nos faz lembrar as velhas revistas em quadrinhos de terror dos anos 70 e 80. Fruto da cultura pop, o autor lança mão de uma gama de influências que vão desde Lovecraft, passando por Arthur Machen, até Stephen King e Clive Barker. Tudo para compor uma atmosfera de puro medo capaz de fazer o leitor perder o fôlego e querer correr a verificar se as portas e janelas estão bem trancadas.


Autor: Henry Evaristo
Tema: Ficção.
Número de páginas: 198
Edição: 1 (2009)
R$ 38,93

Contos: A CASA DA RUA 18; A COISA NO JARDIM ZOOLÓGICO; A FAZENDA DOS FLORENCE; A INVASÃO DE SANTEREZ; A NOITE EM QUE VIESTE; ALGO SELVAGEM; CLÓVIS E O DESESPERO; CONHECER O MAL; ERASMO E A BESTA; FOGO-FÁTUO; INCIDENTE NA SERRA DE MARANGUAPE; MALAGHANI; MATILHAS; MELISSA; O ABISMO E A LUA; O DESTINO DO VENDEDOR DA AVON; O LUGAR SOLITÁRIO; O POÇO; O TEMPLO DA HAZAA; O VISITANTE DO ESCURO; OS PORTAIS DE ÉBANO; OS VENTOS DO URRADOR; PESADELO; REFLEXÕES DE GARDÊNIO; UM AMIGO; VAMPIROS DE MONDELLE e VIRGÍLIO.

Saiba mais em : Clube dos Autores

21 de set de 2009

fenestras

--> fenestras ...

:
:
;

15 de set de 2009

Três Selos para você

        Personas, dessa vez, recebemos três selos de uma vez, é muito saber que estamos sendo lidos e principalmente, estabelecendo laços por meio de palavras, pois em cada blog, pessoas de verdade, escrevem, sonham, erram, experimentam, ousam...  estes selos, que vou postar em sequência, apesar de citar alguns blogs, como é difícil escolher entre tantos blogs bacanas, ofereço a todos que me deixam cheia de alegria por estarem comigo aqui neste blog, sintam-se totalmente à vontade amigos,  visitantes , tanto os que chegaram agora e os mais antigos, para receber estes memes, assim como eu fico em recebê-los aqui. 

Selo "Mais que parceiros, são anjos que iluminam nossas vidas"  



Este me trouxe muita alegria, vindo de Cristiane Machado do blog Anima, do Spleen Poetry e da Cláudia, do Gothic Darkness  obrigada de coração ^^

Regras:
1-Avise os blog parceiros sobre o recebimento do selo nos comentarios ou no livro de visitas;
2-Coloque o endereço da url do blog que criou o Selo;
Dor Lagrima Gotico Medieval

3-Coloque a url do blog que indicou o selo;
Anima 
Gothic Darkness

4- E coloque os blog indicados por voce para receber o selo.
Casa das Almas
Dezembro 13
Fantasia e Terror
Mundo de Fantas 
Câmara dos Tormentos

 Selo "Minha nota 10 é pra você"

Recebi este selo da Claudia, do Mundo Darkness  obrigada pela indicação!

As Regras:
1) Escrever uma lista com 8 características suas:
hum... triste, alegre: confusa; amiga, irônica: insegura; romântica e melancólica...



2) Convidar 8 blogueiros para receber o selo:
Anima
Criaturas da Escuridão
Clipta de Sangue
Império do Medo
Marmorra do Terror
Fantasia e Terror
Mundo de Fantas 
Câmara dos Tormentos

 Selo "Este blog acerta em cheio"

Este Ganhei do Gothic Darkness  um cantinho para onde sempre vou quando quero aprender a deixar o blog mais bonito, quando quero aprender e encontrar coisas muito legais, valeu!!!! Ofereço para todos os blogs por onde caminho e sigo diariamente !!!


14 de set de 2009

Mais um selo para você

Este lindo selo foi criado por The witching world e recebi do blog Dor Lágrima Gótico Medieval gracias, fiquei super feliz!! 


As regras são bem simples:
- Basta indicar três blogs...
- Publicar o selo, mencionando quem indicou e o blog (link).

Indico: Câmara dos Tormentos
            Mundo de Fantas
            Anima


Mais uma vez, ofereço o Selo a todos os blogs que sigo e aos meus visitantes, mas como temos as regrinhas, selecionei os três acima. 

11 de set de 2009

Amo-te tanto minha querida



Amo-te tanto minha querida

Amo-te tanto minha querida
E já não me importa a tua pele assim ferida
Repouso em teu peito calado em puro encanto
E o aroma nauseabundo de teu corpo
Respiro e quero-me deste olor impregnado

Os espasmos que em teu outrora corpo santo
Os vermes causam, deleito-me, sorvo e vibro
Pois te sinto ainda em volúpia em meus braços
E meus dedos brincam em teu lacerado umbigo
Lambuzando-me em teu sangue coagulado

Amo-te tanto minha querida
Que me importa tua doce pele necrosada?
Se em ti tenho tenra a minha morada
E aos humores da morte aspiro enamorado

Perdoaras, bem sei, essa volúpia incontida
De possuir-te em lascívia empolgante
Meu desejo é antigo, e não faço dos vermes inimigos
Quando passeamos por tua carne apaixonados
E em úmida putrefação te abraço

Amo-te tanto minha querida
Que perdoaras também a faca assassina
Que te presenteei na esquina assombrada
Perfurei em teus seios a vida
Em teu ventre, em teus braços e coxas exibes
As marcas da minha paixão afiada
Mas, ah, não esconderei de ti mais nada
Somente assim serias minha doce e completa amada

Ainda assim não foste ainda minha
Tive que esperar deusa querida
As tolices de uma gente desesperada
Enquanto preparava-te esta doce morada
E foi na noite calada que ousei atrevido
Profanei o túmulo onde estavas
E finalmente és minha mulher adorada

Quando vivias, gostava de tua tez tão rosada
Quando indiferente passavas por mim todos os dias
Mas amo-te muito mais assim toda esverdeada
Pois era linda, mas não me pertencias
És agora minha soturna namorada

Nesta caverna sombria, entanto glamurosa
De vermes e purulentos vapores infestada
Nossas núpcias enfim serão celebradas
E tolos os que te choram em cova vazia
Onde foste enterrada e agora jaz abandonada

Mal sabem do deleite,
Dessa podridão soberba
E do amor profano que te ofereço
Amar-te assim até que seja apenas
Em meus braços desnudo esqueleto

Era uma vez, uma floresta...


Era uma vez, uma floresta...

Não era a primeira vez que Lina passava por aquele caminho, entre os ramos retorcidos e galhos antigos, a floresta era sua conhecida desde sempre, mas a cada passo descobria sinais nunca vistos. Seus passos mal tocavam o chão escorregadio, enquanto os pensamentos voavam para o que deixara lá trás. Os olhos percorriam ansiosos a mata serrada vendo a noite que derramava-se com velocidade espalhando sombras entre os galhos mais altos. Os resquícios de luz brincavam de dourado trazendo à jovem os velhos conselhos: não ande sozinha... não atravesse a floresta a noite... não fale com estranhos... As vozes que sempre orientaram seus passos desde a infância repetiam-se como um caleidoscópio retumbante no mesmo compasso que o coração de Lina. O medo percorria-lhe o corpo, estremecendo-lhe os sentidos de quando em quando e queimando na expectativa do que viria ! Porém, o Estranho não lhe parecera assim tão estranho, havia sentido os olhos vasculhando-lhe a alma, presa num fascínio novo, ficara até que o silêncio das horas tardias chegasse e o estranho enfim lhe deixara partir.

A floresta tornava-se densa a cada passo e, aos sussurros das arvores ancestrais os cipós cresciam, entrelaçando-se em seus caminhos; os olhos da floresta, lendas ou não, pareciam agora maiores, seguindo-lhe os passos, espreitando-lhe o medo.

Um rumor fluido pareceu sobrepor-se aos outros e eis que apenas um som, um surdo som se fez ouvir acima do silêncio inesperado que acometera a floresta, tal qual um manto cobrindo os vestígios da vida. Este som era o coração de Lina.

Algo estava chegando, ela sabia, algo que sempre a espreitara e a quem sempre pressentira nos seus caminhos pela floresta.

Não fale com estranhos... O Estranho tocara Lina, e ela não conseguira nem quisera detê-lo; quando as mãos se aproximaram, apenas o fitara, fascinada com os dedos movendo-se e eis que seus cachos caíram, vermelhos e rebeldes espalhando-se feito línguas de fogo no ar. A garota não se lembrava de alguma vez senti-los assim, livres, sua avó sempre lhe recomendara mantê-los presos e bem trançados. O dia que Lina não seguiu o orientado, os olhares lançados pelos aldeões confirmaram as palavras da avó, só podiam ser imorais em tais tons de sol. E agora, eles moviam-se como a vida, diante dos olhos do estranho. Selvagem! A primeira palavra que Lina pensou, pronta para algo que não soubera definir, entretanto, o estranho a deixara partir. O cheiro da noite se aproximando despertou Lina enquanto o estranha gargalhava, seus passos cruzavam velozes a floresta, trêmula, sentia nos cabelos avermelhados a força estática do ar, correntes elétricas entre ela e a natureza.

Na floresta, já não andava, corria, tropeçando nos pés descalços, sentindo a força da terra, das pedras ferindo-lhe; cada vez mais perto, os galhos rasgavam-lhe a roupa, arranhando-lhe a pele, mas não importava, desejava apenas sobreviver... fugir. Mas de repente, a menina parou. Em frente a ela o caminho para a aldeia, alguns passos e de novo as tranças da avó, o conforto do fogo e da cama quentinha... Lina virou-se, dando as costas ao mundo que conhecia, era a sua escolha, seu caminho, suas descobertas. Olhos! Foram os olhos o primeiro registro de Lina; Inúmeros: castanhos, ferozes, verdes, irônicos, azuis, compreensivos, lascivos.. olhos de mulheres pálidas e homens lânguidos, seres cuja força adivinhava-se por baixo da pele; Entre eles o Estranho, sorriso mórbido no face, mas Lina ainda procurava, seus olhos percorriam as faces e não se encontravam, lentamente eles a cercaram, estremecendo, Lina viu-se como num conto ancestral, os cabelos desgrenhados, o vestido antes tão claro rasgado em tiras, mas a mesma força selvagem que sentira quando correu entre as arvores estava nela. E assim eles se afastaram abrindo um caminho que seus olhos seguiram atentos. Um perfume de madeira e pinho encheu o ar quando Ele surgiu, movendo-se sobre a relva sem tocá-la, e num instante em frente a ela: o tremor tornara-se incontrolável, seus olhos ergueram-se fascinados e sua mão pequena estendeu-se buscando a face pálida, quase transparente. Suas veias pulsavam com a força do sangue.

Quando a ponta do dedo de Lina tocou-lhe a face, ele fechou os olhos e ela sentiu em seus dedos a força da vida como um choque empurrou-lhe para trás, mas não caiu, os braços a seguraram e os olhos antigos prendiam-na. As mãos de Lina novamente moveram-se, desta vez estava preparada e uma única lágrima correu solitária na face pálida quando tocou-lhe o peito com a mão. De alguma forma, aquele sempre fora o seu caminho, ela sabia que nascera para aquele momento. O ar ao redor de todos tornava-se embaçado, uma neblina plena de aromas desconhecidos ameaçava cobrir a tudo, quando um grito a despertou. Seu nome, clamavam por seu nome, não uma, mas várias vozes no tempo, pessoas da sua família, amigos, aldeões e, com eles foices, machados, madeiras e armas diversas, Lina gritou quando chegaram, arrancando-a dos braços dele; estendendo as mãos, pediu para ficar. Quando a luta tornou-se feroz, Lina desmaiou entre os grunhidos e gemidos de dor.

Desde que acordou em casa, ela chorou por vários dias, nada dizia e, depois de tentar fugir duas vezes para a floresta e ter seus passos vigiados, ela não chora mais. Cabelos soltos, olhos perdidos em direção a floresta, Lina aguarda. Um dia, Ele virá!



10 de set de 2009

Descaminhos Sombrios recebe selo do Mundo de Fantas


Aos amigos perdidos nos meus descaminhos agradeço a indicação de mais um selo, obrigada ao blog Mundo de Fantas


Objetivo Principal:
Compartilhar o Prêmio com todos os Amigos Bloggers que estão ativos e que participam deste Blog, o objetivo é unir a todos. Este Prêmio pode ser aceitado por todos os amigos não importa onde se encontrem.


Significado dos valores do Prêmio:
Verde: Simboliza os novos Amigos.
Amarelo: Representa a rodos os Amigos sempre ativos.
Azul: Simboliza nosso próprio status e o dos amigos com orgulho em alta.
Plataforma Vermelha: Simboliza que todos somos iguais, já sendo principiantes como os que levam um bom tempo no mundo do blogger, tudo isso se resume de uma única maneira, que todos temos a mesma cor, sangue e que todos somos irmãos.


Agora as Regras:

1 - Criar um post similar a este pra mostrar o Prêmio.
2 - Incluir um link dos últimos Blogs que compartilharam o Prêmio com você.
3 - Copiar o Banner do Blog amigo.
4 - Copiar e postar a imagem do Prêmio.

O Prêmio "All My Friendship" 2009 é para:

Cripta de Sangue

Mundo Darkness

Suicide Virgin

Fantasia &Terror

Casa das Almas


Selo Master Blog



Ganhei este selo de Carla_Witch Princess, do The Witching Word
Obrigada querida, pelo carinho, fiquei super feliz!!

As Regras:

1) postar o selo;
2) Colocar no post o nome do blog que indicou o selo;
3)Escrever uma mensagem de agradecimento ao blog que te indicou:
4)Escrever cinco características suas:
5)Indicar o selo a mais cinco blogs:

Características...

1 - Tímida;
2 - Sincera;
3 - Sombria;
4 - Amiga;
5 - Melancólica.

Os blogs que eu indico são:

Mundo Incolor

Anjo Vermelho

Fases e Faces de uma Borboleta

A Cela II

Hylana nas terras de Lhu

^_^

9 de set de 2009

Selo - Este blog tambem é cultura

Recebi este selo do Mundo Darkness , gracias pela indicação!



As regras:

1)Mostrar o selo no seu blog;
2)Divulgar o blog que mandou o selo;
3)Indicar seis blogs que também são cultura:


4)Responder a pergunta:

O que um blog precisa ter para ser cultura?

Literatura, criatividade, diversidade.

Segue abaixo a lista dos blogs que também são cultura:

Mundo de Fantas

Canto Escuro do meu quarto

Mundo Incolor

Contos Grotescos

Masmorra do Terror

Contos Ominosos

8 de set de 2009

Maldición

Maldición

Quema en fuego el cielo del día
Hierve en mi cuerpo sed y hambre
Cuando gritan demonios en agonía

De la tierra no deseo el fruto
Hambre que no tiene del pan necesidad
Solamente sangre fria me apetece
Sorber las carnes en ancha oscuridad

Quizás hoy, de mi cuerpo nudo
Nazca por fin la Diosa suprema
De odiosas creaturas divinidad

Tengo ojos escuchando tinieblas
Tengo en cenizas el ánima mía

Murmullan del infierno estos arados:
— Que el mondo todo sea del rublo dolor —

Caminando en sombría melancolía
La humanidad en eterno horror!

Tânia Souza

6 de set de 2009

Mais selos, oba!!!!

É tão bom receber o carinho de tantos blogs especiais, obrigada pelos selos, que ofereço para todos os que sigo, para todos os que passam por aqui de vez em quando e deixam-me um beijo na alma.


Selo Prêmio Dardos 


Recebi este da Carla, do The Witching World, blog bom de ler, pelo Sepulcro Gótico, cada dia com um visual mais bonito, da querida Cristiane, do Anima e também da Clau, do Gothic Darkness.
 
As regras são...

Este é o "Prêmio Dardos" que dá a cada blogueiro reconhecimento de seu valor,esforço, ajuda, transmissão de conhecimento todos os dias.
 
 * Você terá que aceitar e colocar em seu blog, juntamente como nome da pessoa que lhe deu o prêmio e o link do seu blog;
 * Você terá que oferecer o prêmio para 15 blogs que são merecedores deste prêmio.  
 * Não esquecer de avisá-los sobre a indicação.

 Selo você me surpreendeu, me conquistou

Também da Blogger ★Carla_Witch Princess★ , gracias querida, por esse lindo selo. 

                                     
As regras são :

* Dedicar a 15 blogs justificando os motivos pelos quais, eu fui surpreendida por eles...

Este selo lindo a seguir, o Selo blog Mágico, adorei adorei, também ganhei do Sepulcro Gótico e da Clau, do Gothic Darkness. 




Peguei este de vários blogs que visito, muy lindo!!!!! 

 

E os três selos abaixo, adoro esse da caveirinha, ganhei da Clau, do Gothic Darkness, adorei!!!!

Selo: Seu Blog é viciante


Selo: Esse Blog é só selo:


                                                 
 

Selo: Master Blog - Só para os melhores:

                                                   


Personas, vou burlar levemente as regras está bem? Quero oferecer a todos os meus amigos seguidores, aos que sigo, aos que me encantam a cada dia, fazendo da net um lugar bom para ler, aprender, experimentar e melhorar, abraços a todos.

Tânia ^^

2 de set de 2009

Selos

Ganhei mais dois selos juntos, gracias pelas indicações!!!

O selo Olha que Blog Maneiro ganhei da Clau, do Gothic Darkness, blog que adoro, obrigada Clau.



A regra é repassá-lo a 5 blogs:

Mundo de Fantas
Romances Sobrenaturais
Mundo Incolor
Descaminhos Poéticos
Palavras Perdidas


E este selo lindinho aqui embaixo ganhei da Cristiane Machado, do blog Anima e da Clau, do Gothic Darkness, gracias muchachas.

Regras:

Exibir a imagem e publicar as regras;
Postar o link de quem te indicou;
Responder se usa produtos da natura e os preferidos:
R:  Uso o perfume Priprioca e adoro os sabonetes de erva doce!!!!

Indicar 10 blogs e avisá-los:

Palavras Perdidas
Descaminhos Poéticos
The Witching World
Dezembro 13
Mundo Incolor
Câmara dos Tormentos
Ledalge Extravasa Sentimentos
Doce Vida Vampira
Butterfly 13
Mundo de Fantas


E para todos os visitantes do blog, meu carinho e estes selos!!!