2 de out de 2009

Carona

       "Seu futuro será de muita luz!" Disse assim a conhecida cartomante. "Basta seguir a estrada da vida"
 

       "Mas devo seguir a luz?"  ousei perguntar, olhos fixos no espelho da vida.
    

      "Eu nada mais posso dizer" e sorriu-me. Estranhamente sorriu e eu acreditei,     acreditei mesmo sabendo que ela me queria longe de seu filho.
 

       Segui a estrada em busca do destino, a única que conhecia, a estrada que  cortava a nossa vila todos os dias.
 

        "Uma carona, seu moço?"
 

        "Pode subir, mocinha."
 

       Jamais imaginei que se referisse às luzes do caminhão onde teria roubada a  vida naquela mesma noite, ainda na estrada. Estrada onde agora vago em busca  da luz à mim prometida no espelho da vida.
 

        "Uma carona?"

5 comentários:

  1. Gosto de coisas subentendidas.
    E a vida, creio que é feita de caronas. Se ela mesmo não for uma.

    ResponderExcluir
  2. Adorei!

    É curto conciso e direto.

    ResponderExcluir
  3. Surpreendente

    As coisas, a vida mudam de uma hora pra outra, tomam um caminho desconhecido

    ResponderExcluir
  4. Interessante
    gostei do sombreamento dos fatos e da conclusão!
    parabéns pela obra!

    ResponderExcluir
  5. T, que conto ótemo... Direto!

    Vou leva-lo para o Incolor, posso?

    ^.^

    bjobjo

    ResponderExcluir