1 de nov de 2010

Fúnebre - Por Adrianna Alberti

Aos senhores aí distraídos:
Aviso!
Adormecem sob meus restos
Mas não percebem e não sentem.
Apenas cuidado onde pisam
Fiz desse chão banquete aos vermes
Fiz desse sereno minha última morada
Perdoem meus os trajes.
Apenas cuidado!
Não profanem meu descanso.





Aos casais enamorados:
Silêncio!
Desnudos sob meu corpo
Podem enroscar em seus cantos
Apenas não gozes em meu cabelos.                          E dos amores que tivera
Nem pesar do falecimento
Nem a observância do distanciamento.
Pena!
Deveras seria ótimo amante
Enaltecido e endurecido pelo tempo.


Adrianna Alberti

Nenhum comentário:

Postar um comentário